D&A

D&A

Anuncie Aqui

Publicidade

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Aeronaves Prototipos

O único da classe

Nunca foi projetado nada semelhante ao Rotodyne, um avião comercial com rotor e asas que teria evitado muitos dos problemas das aeronaves de rotores basculantes



 Sempre existiu o sonho de um avião comercial capaz de se elevar aos céus do meio de uma grande cidade, viajar longas distâncias e transportar passageiros direto até o seu destino. Em 1948, a Fairey, o Ministério de Suprimentos da Grã-Bretanha e a British European Airways fi zeram uma parceria para torná-lo realidade.

 O ambicioso helicóptero composto Rotodyne poderia ter sido um sucesso se problemas políticos não tivessem impedido a sua entrada em produção, mas foi uma corajosa tentativa de construir e vender uma aeronave comercial de decolagem vertical.

 O primeiro voo, realizado em 6 de novembro de 1957 foi empolgante – um novo conceito na aviação, que poderia decolar e pousar como um helicóptero, mas voar com quase o mesmo desempenho de um avião convencional. O grande rotor do Rotodyne era impelido por jatos colocados na ponta das quatro pás. Eles recebiam ar comprimido dos dois turboélices Eland, que também acionavam as hélices para voo horizontal. 

O Rotodyne tinha potencial para transformar radicalmente os voos entre cidades. A Kaman queria fabricá-lo nos EUA; a New York Airways comprometeu-se a comprar cinco – mas logo desistiu. Quando houve a fusão da Fairey com a Westland, em 1960, várias mudanças corporativas ocorreram rapidamente, e o um dia promissor Rotodyne foi de repente considerado um projeto no qual não valia mais a pena investir. Embora a aeronave voasse bem e os seus problemas técnicos pudessem ter sido solucionados, o Rotodyne não pôde vencer os economistas da Westland e o projeto foi cancelado em fevereiro de 1962.

 O protótipo do Fairey Rotodyne estava equipado com dois motores turboélice Napier Eland NE1.7, com potência unitária de 2 000 kW (2 800 hp). Na versão de série, eles deveriam ser substituídos pelos mais possantes e confi áveis Rolls-Royce Tyne. A aeronave tinha comprimento de 17,88 m, envergadura de 14,17 m e altura de 6, 76 m; o rotor tinha diâmetro de 27,43 m e área de 590 m².Ela cruzava a 300 km/h, tinha alcance de 725 km, teto operacional estimado de 4 000 m (13 000 pés) e poderia transportar dois pilotos, dois comissários de bordo e entre 54 e 70 passageiros.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anuncie Aqui